PlayerTwo recomenda: 10 ótimos indie games

indietop

Hoje o Steam tem mais de 650 jogos indies em sua biblioteca, e qual deles comprar é uma dúvida recorrente de muitas pessoas.  Para tentar ajudar os indecisos, separamos uma lista de 10 dos melhores indie games da plataforma, cada um com um estilo e atrativo diferente para abranger todos os gostos.

Alguns já são velhos conhecidos, como Terraria e Super Meat Boy, mas fazem parte da lista Don’t Starve e Hotline Miami, dois games fresquinhos – o primeiro terá seu lançamento oficial dia 23/4, e está sendo sorteado no nosso facebook -. Apresentações feitas, fiquem com a pequenina lista depois do pulo.

Don’t Starve

O queridinho do momento: todos jogam, todos comentam, todos querem. O objetivo aqui é sobreviver o máximo de dias possível, se alimentando para não morrer de fome e buscando abrigo a noite para não definhar para a escuridão. Mesmo com o acesso já liberado, a Klei Entertainment está dando uma cópia extra no próprio Steam enquanto ele está em beta, uma ótima pedida para dividir com um colega, mas aproveite que isso só vale até amanhã!

dontstarve

Terraria

Enquanto Starbound e Cube World não são lançados para marcar seu território, Terraria reina como o melhor sandbox cúbico do mercado. Afinal, qual é a chance de alguém disputar com um kit desses: uma tonelada de conteúdo, vários equipamentos e magias, chefões diversos e até roupa do Link?

terraria

Hotline Miami

Vista sua máscara de animal, invada um apartamento cheio de capangas e ache o jeito mais eficiente de matar todos sem ser acertado. Parece fácil, mas a ação de Hotline Miami é frenética, principalmente porque um erro costuma ser fatal, então uma morte significa voltar para o começo do pequeno estágio e tentar rushar o andar novamente.

hotlinemiami

Home

Quem acompanha mais o blog deve ter visto o motivo de Home estar na lista: nosso streaming do jogo. Apesar de curto, o adventure consegue desenvolver uma boa história, que pode mudar completamente de interpretação dependendo de algumas ações do jogador. Em nosso vídeo mostramos uma visão, tente buscar as outras, vale a pena.

home

Shatter

Quem diria, um jogo Arkanoid-like em uma lista de melhores indies. Shatter une essa jogabilidade clássica com power-ups e bosses(!), gráficos excelentes e uma trilha sonora fantástica, talvez sua maior qualidade. Ainda é possível compartilhar os tempos de jogo com os amigos do Steam e conseguir alguns achievements, o que aumenta um pouco mais sua estimativa de vida.

shatter

DLC Quest

Não sei como a equipe da Going Loud Studios decidiu fazer DLC Quest, mas eles estão de parabéns seja lá como tenha sido. Basicamente eles pegaram tudo que os gamers odeiam na indústria de games de hoje – o excesso de DLCs, anúncios etc – e mais seus clichês, adicionaram uma tonelada de humor e fizeram um jogo. Para vocês terem uma ideia, o personagem piadista morre com uma flecha no joelho. E na cabeça. E em todo o resto do seu corpo. Genial.

dlcquest

Lone Survivor

Se viver sozinho já é bem difícil, imagine fazer isso quando toda a humanidade foi transformada em mutantes agressivos por causa de um vírus. Busque por suprimentos e sobreviventes enquanto batalha contra sua sanidade mental em Lone Survivor, um bom game de horror que não se baseia em descer bala em zumbis em um mapa super linear e chato.

lonesurvivor

Super Meat Boy

Meat Boy começou como um pequeno passatempo no Kongregate, mas sua fama de ser incrivelmente difícil se alastrou pelos quatro cantos do mundo. Isso rendeu uma grande atualização para melhorar ainda mais o game, que foi parar nos consoles e Steam como Super Meat Boy, adicionando até personagens diferentes para controlar. Afim de um jogo de plataforma bem difícil e divertido? Ele é uma ótima opção.

smb

Deponia

Um bom point and click era raridade há alguns anos, mas nos últimos tempos a safra desse gênero melhorou bastante. Deponia integra a lista de experimentos que deram certo junto com Lone Survivor por manter a maior qualidade desse estilo de game: uma boa narrativa. O humor e a arte ajudam o jogo a crescer, e seus puzzles são a cereja no bolo – alguns gostam, outros acham aquele negócio rosa em conserva horrível -.

deponia

To The Moon

To The Moon pode ser descrito como uma grande covardia criada por Kan “Reives” Gao.  A movimentação dos personagens é bem complicada e os gráficos fraquinhos – ele é todo feito no RPG Maker XP -, até que a história começa a se desenvolver. Ela vai ficando profunda, profunda, e então você nota que se passaram 3 horas e seus olhos não conseguem desgrudar da tela. A soundtrack feita por Laura Shigihara (Plants vs. Zombies) combina perfeitamente com cada cena apresentada, e é peça fundamental para criar o clima necessário para o desenrolar do enredo.

tothemoon

About Luigi Olivieri

Membro fundador dessa página maravilhosa que chamamos de PlayerTwo.com.br. Mestre pokémon, fã de rogue-likes e tuiteiro de plantão.

  • Pingback: O oitavo HumbleIndieBundle está fantástico - PLAYER TWO - PLAYER TWO()

  • Marcelo

    Nossa, que demais essa lista! Confesso que falta bem pouquinho pra eu me convencer a comprar esse DLC Quest. De qualquer forma, curti muito a descrição de todos e fiquei com vontade de jogar a maioria 😀

    ps.: Ganhei Shatter em um humble bundle e o jogo é mesmo DEMAIS

    • luigiol

      O ruim de DLC Quest é que ele é curto: a primeira campanha tem menos de meia hora e acho que a segunda não chega a 1h, mas ele é muito engraçado e barato (5 reais), então acaba valendo a pena.

      Shatter é muito legal, parece que é mó bobinho mas acaba sendo muito divertido.