As novidades de PES e FIFA

Todo ano é a mesma coisa. Nessa época, todo mundo parece ter enjoado de jogar a versão passada de seu game de futebol favorito e as notícias sobre as novas versões começam a pipocar na internet, junto de várias novas imagens, expectativas de melhorias no sistema de jogo e claro, muitas novidades.Estamos às vésperas do lançamento de Pro Evolution Soccer 2013 e FIFA 13, os dois eternos concorrentes no segmento de futebol e muito se espera de ambas as franquias. A primeira está tentando voltar aos seus dias de glória enquanto a outra busca se manter no topo, e para isso Konami e EA estão investindo pesado.

No lado japonês da briga, a principal novidade de PES 2013 é o Player ID, que pretende deixar o jogo mais realista ao imitar todos os movimentos, habilidades e trejeitos dos principais jogadores do mundo, desde o Messi correndo com passos curtos e a bola perto do pé até o Neymar comemorando um gol com os “sucessos” de Michel Teló.O game também deve melhorar a precisão nos passes, melhorando o controle da força, direção e altura dos toques, além de apresentar zagas mais inteligentes, ou menos burras, e goleiros com reflexos mais rápidos. Sem falar na quantidade de times licenciados, que vem crescendo a cada ano.

Já em FIFA 13, as novidades são mais pontuais e menos perceptíveis, até pelo fato do seu antecessor ter tido várias inovações no sistema de defesa e de colisão, que ainda não foram totalmente assimiladas pelos jogadores. As colisões, por sinal, estão mais realistas agora, evitando os bugs que permitiram vários vídeos bizarros rodarem a internet.

Outra mudança interessante é que Tiago Leifert e Caio Ribeiro estarão na narração do game, o que é um excelente motivo para você jogar com a TV no mudo. Uma novidade bem-vinda é que a Eletronic Arts está atendendo os fãs e tentando deixar o jogo cada vez mais dinâmico e menos lento, mas sem fazer com que ele se torne uma grande correria como o PES. 

Ambos os títulos também tiveram seus gráficos aprimorados, com feições mais realistas e novas animações. Há quem goste mais de PES e quem prefira FIFA, mas é impossível negar que os dois estão evoluindo, pouco a pouco, mas estão. Porém a grande verdade é que tanto a Konami quanto a EA poderiam muito bem manter seus jogos por mais tempo, apenas atualizando times e uniformes, enquanto desenvolvem sequências com mais novidades.

Convenhamos, mesmo com todas essas mudanças, não é possível reformular um sistema de jogo tão complexo a cada ano. Claro que as empresas lançam os jogos anualmente por questões financeiras, mas seria muito mais vantajoso para nós, gamers, se elas mantivessem os games por dois ou três anos antes de lançar outra versão.