O que aconteceu no GameWorld 2012

Quem nos acompanha diariamente deve ter percebido que o fim de semana foi meio parado por aqui. Os mais rápidos devem ter associado com o evento GameWorld 2012, realizado aqui em São Paulo nos últimos dias 30, 31 e 1, e estão quase certos.

Na verdade, quem vos fala fora contratado pela Tambor Digital para trabalhar na feira durante os três dias, e quem melhor para contar sobre os acontecimentos do que quem passou 33 horas de pé no Centro de Convenções Frei Caneca?

Para manter a qualidade da feira em relação aos anos passados, as empresas que expuseram, como Saraiva, Sega, NC Games e a própria Tambor, colocaram todas as cartas na mesa. Foi uma avalanche de games novos para testar, pegando desde Street Fighter x Tekken até Asura’s Wrath – jogo excelente, por sinal – e Operation Racoon City.

A NC colocou em seu stand diversos jogos que nem todos podem ter acesso, como Rocksmith e alguns de dança para kinect. Já a Sega montou um túnel do tempo de Sonic, colocando à mostra vários jogos de diferentes épocas do ouriço azul.

Muitos campeonatos foram sediados no local, alguns envolvendo as novidades – SFxT e Kid Icarus: Uprising -, outros mais conhecidos, caso de PES, Skylanders e SSFIVAE, e os de cosplay, que não se encaixam em nenhuma das outras duas categorias. O de Street Fighter IV, no entanto, chamou a maior atenção por contar com uma condição bem especial.

Ao invés de jogadores se enfrentarem numa grade até chegar numa final, todos batalhavam com apenas uma pessoa: Reuben Langdon, o dublador de Ken e Dante e modelo para a captura de movimento deste último e de Chris Redfield. Bastava só ganhar uma melhor de três para levar uma camiseta com os dizeres “Eu venci o Ken Masters” autografada, e até que o ator mandou bem.

Outra celebridade presente era Yoshitaka Amano, muito conhecido pelas ilustrações de Sandman, Vampire Hunter D e as artes de personagem e capa dos primeiros Final Fantasy e agora dos jogos da Mistwalker. Ele estava com sua própria mostra de arte dentro do evento, onde distribuia autógrafos para os fãs. Uma terceira celebridade, produtor de Bomberman Live e agora homem de negócios da Sega Dai Kudo, também rondava os corredores do GW, mas completamente na surdina.

Talvez a maior decepção, essa pessoal, foi de não poder assistir as palestras ou o Troféu GameWorld, que premiou os melhores jogos do ano passado. Mesmo assim, quem estava lá a passeio conseguiu aproveitar bem o que estava disponível, e principalmente provar um pouco do que está sendo lançado agora no mercado brasileiro e internacional.

[nggallery id=35]

About Luigi Olivieri

Membro fundador dessa página maravilhosa que chamamos de PlayerTwo.com.br. Mestre pokémon, fã de rogue-likes e tuiteiro de plantão.