A simplicidade de Hearthstone e o surgimento de um esport

hearthstone

Lançado oficialmente no dia 11 de março, o aguardado card game da Blizzard prometia revolucionar o gênero e tendia a se tornar uma febre em escala global, fatos comprovados na última semana durante a BlizzCon, grande evento da empresa realizado em Anaheim, Estados Unidos, que contou com o primeiro World Championship de Hearthstone.

Com bastantes atrativos para os jogadores, como facilidade de comprar novas cartas, modo Arena – onde você pode montar seu deck com um número limitado de cartas selecionadas pelo próprio jogo – e aprendizado rápido, Hearthstone se prova como um jogo competitivo, apesar de que, tido por alguns como um jogo que não podia alcançar esse patamar digno dos grandes e-sports. Nos últimos meses, mostrou bastante potencial, atraindo ainda mais a atenção de jogadores ao redor do mundo, possibilitando que o primeiro campeonato mundial do game fosse um sucesso de audiência.

Deve-se, também, creditar um pouco do sucesso do jogo à própria Blizzard que, sabiamente, atraiu a atenção dos jogadores seja com novas aventuras, como foi Naxxramas, ou com uma série de ações promocionais, envolvendo distribuição de cartas e brindes. Outro fator importantíssimo na popularização do jogo foram os lançamentos das versões para plataformas portáteis, como Android Tablets, iPad, Windows Tablet e, futuramente, iPhones e Android Phones, possibilitando o cross-play entre PC/Mac e portáteis.

Acreditando em todo o potencial do jogo, a Blizzard resolveu colocar, como um de seus eventos principais, na BlizzCon 2014 justamente o primeiro World Championship de Hearthstone, com uma premiação total de US$250mil. Foi o primeiro torneio internacional oficial da Blizzard, marcando a entrada definitiva do jogo na categoria e-sport.

hearthstone corpo

Vencida pelo americano James “Firebat” Kostesich, que recebeu uma bolada de US$100mil pelo primeiro lugar, a competição foi extremamente bem recebida pelos espectadores, independentemente de serem novatos ou veteranos, e ainda impulsionou o número de novos jogadores.

O número crescente de novos jogadores se deve a um fato já citado: a simplicidade do jogo. Não é necessário um bom tempo de reação, ser mecanicamente bom, nada do tipo: basta montar seu deck, aprender o funcionamento do jogo que você está pronto para se divertir. Obviamente, como em todos os jogos, temos disparidades entres jogadores, mas tudo devido a um entendimento melhor das estratégias de jogo, conhecimento dos decks e de todas as suas cartas e outros fatores que diferenciam o jogador casual do jogador competitivo.

Visando a próxima temporada, aumentar o número de jogadores, prender os antigos e mudar o “meta” do competitivo, foram anunciadas a adição de mais de 100 novas cartas, uma nova expansão chamada Goblins vs. Gnomes, que será lançada em dezembro desse ano, a implementação do aguardado Modo Espectador e mudanças que, segundo a própria Blizzard, vão criar novas estratégias, modificar as existentes e surpreender os jogadores!

Espero, ansiosamente, pelo próximo torneio de grande porte de Hearthstone, vejo bastante espaço para o jogo no atual mundo dos e-sports. Além de ser extremamente divertido casualmente, ele tem a sua pitada de competição que gera um ânimo a mais para buscar conhecimento sobre o jogo e suas estratégias. Creio que, investir nesse gênero e no seu potencial competitivo, foi uma ótima cartada da Blizzard!

  • Missingno

    Muito bom!