Mark of the Ninja, vivendo o lado obscuro de um ninja

motn

Mark of the Ninja é um jogo no estilo stealth em 2D, lançado pela Klei Entertainment em 2012 para Xbox 360. Posteriormente ganhou versões para Windows e Steam.

O game tem uma história bem interessante que acontece nos tempos atuais. Você entra na pele de um ninja sem nome que tem como missão principal defender seu clã dos inimigos. Para poder completar seu objetivo, ele recebe uma tatuagem mística feita com a toxina capaz de fornecer poderes especiais ao ninja, e essas habilidades aumentam conforme derrota seus inimigos. Porém essas habilidades tem um preço, a sanidade de quem as possui, levando o ninja a cometer Seppuku para não destruir seu clã.

O que chama a atenção inicialmente no jogo é o visual, com características bem cartunescas e várias cinemáticas. Mas não confunda cartunesco com infantil, Mark of the Ninja é um game violento com litros de sangue, porque afinal um ninja e mãos limpas definitivamente não combinam.

O jogo funciona de uma forma bem simples, você deve apenas chegar até o final da fase. Mas o que o torna interessante é a forma de como você quer terminar, pois apesar de ser um game side scroller, as fases permitem que você as passe de acordo com sua preferência e estilo de jogo. Pode ser pelo bom e velho stealth, tomando bastante cuidado, porque até o barulho de seus passos e itens que você arremessa fazem com que o comportamento de seus inimigos mude, ou então matá-los silenciosamente, utilizando armadilhas, kunais, venenos, bombas ou a tradicional katana.

Além de sua jogabilidade impressionante, a história do jogo aborda vários conceitos filosóficos onde você decide quem vive ou morre e até que ponto seguir a filosofia e a honra de um ninja. Apesar de Mark of the Ninja ser um jogo curto, vale a pena cada minuto e provavelmente você não conseguirá parar até zerá-lo.