Metal Gear Solid: um apanhado geral e o que esperar do novo título

metal_gear_25_uniqlo

O novo título da franquia Metal Gear é carregado de mistérios, desde a data de lançamento até o enredo e seus novos personagens. Tudo isso já foi especulado, obviamente, mas o que é realmente um fato? E o que eu, jogador, devo saber pra não ficar perdido na história? Quais jogos devo jogar antes? Quais detalhes preciso me lembrar? E se eu nunca joguei nada da série e agora quero conhecer esse universo? Vamos por partes!

Começando com alguns números, a série é conhecida por ser uma das mais antigas do mundo dos video-games, com seu primeiro título sendo lançado em 1987 sob o título de “Metal Gear”Um dos primeiros jogos do gênero “stealth”, obteve um relativo sucesso de vendas e crítica, tendo uma sequência liberada em 1990 com o título de “Metal Gear 2: Solid Snake”. No entanto, o “boom” veio de fato em 1998 no Playstation com o lançamento de “Metal Gear Solid” fazendo o título alcançar o oitavo lugar na lista dos “mais vendidos” para o console com 6 milhões de vendas (acredite, naquela época isso era bastante).

A partir daí, a série decolou e não parou mais, tendo um total de 11 títulos oficiais e 6 “spin off”. A jogabilidade é bem semelhante em todos os jogos: o jogador deve navegar pelos cenários que variam desde bases militares até plataformas de petróleo sem ser detectado pelos inimigos. Existem diversas maneiras de realizar essa navegação, interagindo com o cenário e até mesmo criando armadilhas para os soldados. O combate pode ser realizado de 2 formas diferentes, no chamado Close-Quarter-Combat, ou CQC, que pode ser traduzido como “Combate a Curta Distância” e o combate com armas de fogo. Num geral, tudo é bastante simples.

O forte da franquia, no entanto, está em sua história e os temas que a mesma aborda: guerras, política, clonagem, engenharia genética, inteligência artificial, armas nucleares, filosofia entre outros. Tudo isso é discutido pelos protagonistas durante conversas em animações ou por um sistema de rádio. Falando em animações, cada uma delas tem em média 15 ou 20 minutos, sempre com diálogos longos, dando total ênfase na história e desenvolvimento psicológico dos personagens e suas decisões. Além disso, muito da história se baseia em eventos reais, como por exemplo a Guerra Fria, Guerra do Vietnam, o fim da Guerra fria, etc. O jogo também tem os chamados “temas principais”, para exemplificar, em Metal Gear Solid 4 os tais temas são os traumas causados pela guerra, um “paraíso” para todos os soldados que lutam na guerra, e o sentimento de perda após a morte de um companheiro. É importante citar também que a ordem cronológica não segue a data dos lançamentos! A ordem cronológica, não considerando spin-offs, é a seguinte (a recomendação é jogar pelo menos “Ground Zeroes” antes de cair de cabeça em Phantom Pain):

  • Metal Gear Solid 3: Snake Eater (1964)
  • Metal Gear Solid: Portable Ops (1970)
  • Metal Gear Solid: Peace Walker (1974)
  • Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes (1974/1975)
  • Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain (1984)
  • Metal Gear (1995)
  • Metal Gear 2: Solid Snake (1999)
  • Metal Gear Solid (2005)
  • Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty (2007/2009)
  • Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots (2014)
  • Metal Gear Revengeance (2018)

his_pic01_zoom

Por fim, falemos então do esperado “The Phantom Pain”! Até o momento, não se sabe muito sobre o enredo, o que é normal, porém tivemos um gostinho de como a jogabilidade será em algumas demos e com “Ground Zeroes”, que é basicamente o prólogo de Phantom Pain. Tudo será em mundo aberto e caberá ao jogador decidir como e quando realizar suas missões, como desvencilhar-se de obstáculos, soldados e armadilhas para prosseguir no cenário. Um  dos principais aspectos (escolhe entre principais aspectos ou aspectos chave) do novo game é a mudança de clima e a passagem do tempo: quando houver chuva, por exemplo, os inimigos irão procurar abrigo, abrindo novas rotas e possibilidades para o jogador.

Uma das novidade preferidas dos fãs é a interação com animais. Agora é possível capturar um animal, treina-lo e usa-lo em missões de formas diferentes, e dependendo do animal que o jogador escolher colocar em sua equipe, seja um lobo ou um cachorro. Usar o cenário como ferramenta é uma manobra bem conhecida e agora é possível utilizar mais de uma rota para chegar num mesmo lugar, seja escalando uma montanha ou à cavalo por uma trilha.

Seu telefone também vai ajudar na jogatina com um aplicativo chamado iDroid. Com ele podemos ler objetivos e até mesmo usar um scanner para encontrar itens escondidos pelo mapa. Por fim, recentemente um modo online foi anunciado, mas por enquanto apenas um modo “Team Co-Op Versus” foi anunciado em um vídeo de embate entre duas equipes. A sim, e a customização do seu soldado para o modo online vai desde camuflagem até armas e outros equipamentos como explosivos e gadgets para distrair o inimigo.

A data de lançamento ainda não foi definida, mas algumas lojas online marcam o lançamento para o final de Outubro, entre o dia 27 e o dia 28. Existe ainda uma teoria de que o produtor e diretor Hideo Kojima deu uma dica da data: durante o anúncio da plataforma multiplayer, Kojima usava uma camisa com os dizeres “22º ao 6º” talvez dando dica da real data, e essa não seria a primeira vez que ele nos dá uma informação através de dizeres como esse. Em outro evento mais recente, na Taipei Game Show, o produtor revelou que a data de lançamento está próxima, mas não chegou a confirmar nada.