No dia do rock, relembre os games mais roqueiros de todos os tempos

ozzy brutal legend

13 de julho é o dia do rock, e o gênero mais agressivo e rebelde da música tem muito mais a ver com o mundo dos videogames do que você pensa. Conheça alguns dos jogos mais roqueiros (ou nem tanto) de todos os tempos!

Um dos primeiros encontros entre os píxels e os solos de guitarra se deu no terrível Journey Escape, lançado em 1982 para Atari 2600. O game é homônimo ao disco lançado no ano anterior e serviu como parte da publicidade do álbum que contava com “Don’t Stop Believing”, música de abertura do jogo. O título era protagonizado pelos integrantes do grupo Journey, que tinham que fugir das groupies e dos fotógrafos para chegar a tempo ao próximo show. Outra pérola batizada com o mesmo nome da banda foi lançada no ano seguinte para arcade, na qual o objetivo era levar os membros do Journey pelo espaço em uma nave para que eles pudessem, através de minigames curtos, recuperar seus instrumentos.

Outro encontro episódico entre joysticks e riffs grudentos foi Rock ‘n’ Roll, de 1989, para Commodore 64, Atari ST, Amiga e PCs. A despeito do nome, o game não tinha nada a ver com jogos musicais. RnR era na verdade um grande trocadilho, pois o jogador controlava uma esfera que ia rolando pelos cenários, e assim progredindo pelas fases. A abertura do game mostrava uma banda pixelada tocando rock com o charme dos sons 8-bit, e era esse o tom da excelente trilha sonora do jogo.

Um dos games que mais mesclaram elementos de rock foi Rock ‘n’ Roll Racing, clássico jogo de corrida lançado para Super Nintendo em 1993. As disputas entre os carros estilizados são travadas ao som de hits como “Paranoid”, do Black Sabbath, ” Highway Star”, do Deep Purple, e “Born to be Wild”, de Steppenwolf.

Mais um título com a trilha sonora roqueira foi Full Throtle, game de ação e aventura lançado para PC em 1995. Não apenas a história do jogo era sobre gangues de motociclistas, conhecidos por serem fãs de rock, mas também a trilha sonora do jogo foi composta pelo The Gone Jackals, uma banda de hard rock californiana escolhida pela LucasArts.

Os membros do grupo norteamericano Aerosmith fizeram uma ponta no arcade Revolution X, de 1994, um jogo de tiro em primeira pessoa sobre trilhos que tinha uma história distópica em um futuro próximo. Após ir a um show da banda e ver os integrantes serem sequestrados, o jogador parte em uma jornada para salvar o mundo e o Aerosmith. Não é preciso dizer que a trilha sonora dos tiroteios é formada por músicas da banda de Steven Tyler e Joe Perry.

The World Ends With You, de 2007, é um dos melhores games do Nintendo DS e um dos mais criativos RPGs de ação já feitos pela Square Enix. Com uma pegada adolescente e contemporânea, o game que se passa em Shibuya, bairro movimentado e badalado de Tokyo, conta com uma trilha sonora original composta por artistas japoneses e repleta de músicas incríveis que vão do rock ao pop passando pelo rap. Vale a pena jogar e escutar.

O ator Jack Black tem uma banda, Tenacious D, e foi o professor do filme “Escola de Rock”, o que o dá certo crédito no assunto. Como se não bastasse, ele protagoniza o game Brutal Legend, lançado em 2009 para PC, PS3 e Xbox 360. O jogo de ação com elementos de estratégia em tempo real coloca o jogador na pele de um roadie em um mundo fantástico do heavy metal, com direito a aparições de lendas como Ozzy Osbourne e Lemmy Kilmister. O protagonista é dublado por Jack Black e se auto denomina o melhor roadie da pior banda de metal do mundo. Coisas que só essa mente maluca poderia pensar.

É claro que existem outros games mais óbvios, como Guitar Hero, Rock Band e Rocksmith, que te colocam na pele de um astro do rock e já chegaram a ter versões especiais com bandas como Beatles, Metallica e Green Day. Games de esporte como FIFA, PES, NFL, NHL, Madden e outros também formaram gerações de roqueiros com trilhas sonoras apimentadas. Qual é seu game roqueiro favorito e qual está faltando nessa lista? Feliz dia do rock!