Os melhores games baseados em livros de terror

Bloodborne

*Com colaboração de Bruna Meneguetti

Halloween, dia de finados… esse é um feriado macabro. Para aproveitar esse clima soturno, confira os melhores games baseados em livros de terror ou em obras inteiras de escritores do estilo!

H.P. Lovecraft
As histórias de H.P. Lovecraft revolucionaram a literatura de terror e são até hoje referência para grandes games assustadores – e outros nem tanto. Recente sucessor espiritual da série Demon/Dark Souls, Bloodborne bebe na fonte do escritor e capta diversos elementos de seus contos para criar o clima da narrativa.

Call of Cthulhu, Alone in the Dark e Eternal Darkness são outros games que se inspiram massivamente na escrita de Lovecraft. A obra do escritor foi tão influente nos videogames que existe uma tag na Steam chamada “Lovecraftian“, para classificar todos os jogos que têm elementos das histórias dele.

Parasite Eve
Sequência do livro homônimo de 1995 escrito pelo farmacologista Hideaki Sena. Traz um terror bastante original, que não apenas conta com ameaças biológicas, mas te faz temer suas próprias células. O livro abusa dos jargões médicos, mas consegue ser tão assustador quanto o game, apesar de poucos saberem que o jogo é baseado em um romance.

I Have No Mouth, and I Must Scream
Esse game não é inspirado exatamente em um livro, mas em um conto de mesmo nome publicado em 1967 por Harlan Ellison. O jogo é um adventure point-and-click lançado em 1995. Misto de ficção científica e terror, a história foi agraciada com o Prêmio Hugo de melhor conto. Num cenário pós-apocalíptico, supercomputadores criados por EUA, China e Rússia durante a III Guerra Mundial se unem em vingança e dizimam a raça humana, deixando apenas cinco pessoas vivas.

Metro 2033
Inspirado no romance de mesmo nome do russo Dmitry Glukhovsky publicado em 2005, Metro 2033 é outro game pós-apocalíptico. Ele se passa no metrô de Moscou e conta com o mesmo protagonista e muitos dos personagens do livro. O autor também assina o roteiro da adaptação para o videogame, que foi lançada junto com o livro nos EUA, em 2010.

The Dark Eye
Lançado para PC em 1996, The Dark Eye traz diversos pontos de vista para se explorar três contos diferentes de Edgar Allan Poe. Com temática sombria, direção de arte obscura e visual bastante peculiar, o jogo assusta bastante.

Alan Wake
Apesar de não ser baseado em um livro específico, Alan Wake se inspira em toda a obra de Stephen King para criar uma história de suspense regada a mistérios e muitos sustos. O próprio protagonista é um escritor cujos personagens começam a atormentar. Existem diversas referências a King, assim como é a relação entre Bioshock e Ayn Rand, Bloodborne e Lovecraft, The Division e Tom Clancy, etc.

Castlevania
Assim como em Alan Wake, não há relação direta com a obra de Bram Stoker, mas a franquia Castlevania calcou boa parte de seu sucesso bebendo na fonte do universo de Dracula. Além de contar com o próprio vampiro, a série apresenta personagens originais e novas histórias envolvendo a aura de terror, apesar de os games em si não serem desse gênero.

Frankenstein
Entre o final dos anos 80 e o fim da década de 90, vários games surgiram para diversas plataformas recontando a história de Frankenstein. Em 1987, o Commodore 64 ganhou Frankenstein, um jogo de aventura baseado em texto. Três anos depois, Frankenstein: The Monster Returns foi lançado para NES com bastante ação e elementos de beat ‘em up.

Em 1992, o Game Boy ganhou uma versão cartunesca da história com Dr. Franken.  Mary Shelley’s Frankenstein saiu com o filme de mesmo nome em 1994 para SNES, Genesis e Sega CD. No ano seguinte, o point-and-click Frankenstein: Through The Eyes of the Monster para Sega Saturn e PC.

Uma curiosidade é que o romance de terror gótico foi escrito por Mary Shelley quando ela tinha 19 anos (1816/1817), e não por um homem (seu marido), como muitos pensam até hoje. Outro fato intrigante é que esta obra é considerada a primeira ficção científica da história (há pessoas que discordam).

Falando em livros e games, eu escrevo para o PlayerTwo há mais de 3 anos e agora estou lançando um livro de ficção científica e distopia! Chama-se Cela 108 e será publicado pela editora Multifoco ainda em 2015. Se você curte meus artigos aqui no blog, não deixe de curtir a página do livro para ficar sabendo sobre o lançamento.

Se tiver interesse em ler o começo da história, confira o prólogo e os primeiros 4 capítulos aqui.
E se quiser contribuir com o projeto e já garantir um exemplar, você já pode fazer isso pela campanha de crowdfunding do livro.