Os portáteis estão perdendo espaço?

O mundo da tecnologia está acostumado a diversas mudanças, e o dinamismo dessa indústria é assustador. O que era inovador um dia pode se tornar obsoleto e ultrapassado em questão de semanas. Por isso o comércio de eletrônicos movimenta tanto dinheiro, e as empresas procuram se adequar cada vez mais à concorrência e estão sempre buscando ampliar seu mercado consumidor. É exatamente isso que estamos presenciando hoje com os smartphones que fazem de tudo.

Por meio de úteis aplicativos – alguns nem tanto – os celulares estão tomando o lugar de outros aparelhos e realizando funções que até pouco tempo atrás pareciam coisa de ficção científica. Mas isso acaba prejudicando os consoles portáteis, pois apesar de terem sido projetados especialmente para games, eles estão perdendo muito espaço para os mobiles, que são cada vez mais potentes e possuem uma infinidade de jogos, muitos até de graça. Existe até um modelo desenhado especialmente para jogos, o Xperia Play, da foto do início do post.

Claro que é difícil para nós, gamers, admitirmos que estamos trocando nossos bons e velhos portáteis por meros celulares com joguinhos bobos, mas não podemos negar que é muito mais prático levar um celular no bolso do que um celular e um PS Vita por exemplo. Apesar deste ter suporte a jogos muito mais complexos, quando estamos jogando fora de casa, apenas para passar o tempo, também é mais comum nos distrairmos com jogos mais casuais. O que é mais normal de se ver no metrô ou na fila do banco: alguém jogando Angry Birds ou Final Fantasy Tactics?

É óbvio que não tenho pretensão de comparar a qualidade de um RPG elaborado e complexo com um simples jogo de puzzles, mas existem situações adequadas para se jogar cada um dos dois. E também não estou dizendo que os portáteis correm o risco de deixar de existir, mas é notável que os smartphones e tablets vêm ganhando espaço como plataformas alternativas, gostem ou não os mais conservadores. Talvez esse seja o surgimento de um novo setor na indústria de games, bastante inexplorado e que ainda tem um longo caminho pela frente.

Será que num futuro próximo nossos celulares serão verdadeiras plataformas de games?

  • ulisses

    Os celulares já são uma verdadeira plataforma de games. Não é um setor que está surgindo, ele já esta ai e mobiliza milhões.