Quick Look – Marvel Contest of Champions (Mobile)

marvel1

A retirada de circulação de alguns jogos da Marvel, mais notavelmente da série Marvel vs Capcom, deixou muitos jogadores órfãos da pancadaria entre heróis. Injustice: Gods Among Us e LEGO Marvel supriram um pouco dessa necessidade, mas ainda resta um pequeno buraco no coração dos fãs, o qual Marvel Contest of Champions procura ajudar a curar.

Um joguinho de luta modesto para iOS e Android, Contest of Champions segue na risca a frase “na porrada não tenho limites”: só é possível atacar ou defender, nada de andar de um lado ao outro. Mas devido essa simplicidade, será que ele não é bobo demais para se jogar? É isso que o Quick Look de hoje tenta solucionar.

marvel3

+++++ Pontos Positivos:

[Campeões] Mais de 28 personagens de diversos cantos da Marvel constituem a gama de heróis disponíveis. X-Men, Homen-Aranha, Vingadores, Guardiões da Galáxia e outros dentro e fora do universo do cinema podem ser adquiridos aleatoriamente, cada um com sinergias diferentes com aliados e inimigos. Os únicos que estão faltando para a festa são os membros do Quarteto Fantástico, mas quem sabe eles não entram em futuras atualizações?

[História] Entre socos e poderes especiais, uma história agradável envolve Contest of Champions, inspirada em uma série de quadrinhos homônima dos anos 80/90. Para salvar a Terra, o jogador deve formar times de heróis controlados pelo Collector para enfrentar Kahn em dezenas de batalhas, que acabam revelando que os planos do vilão que organiza o torneio não são tão bons, para nenhum dos lados.

[Durabilidade] Assim como outros jogos mobile, energia é usada para se movimentar nos “tabuleiros” do jogo, onde são encontradas as batalhas. A diferença é que as lutas costumam demorar um certo tempo, o suficiente para recuperar um pouquinho de energia e continuar a aventura. Passar de nível de invocador também recupera toda a energia (e aumenta o limite máximo em um), e mesmo que ela termine, ainda existe o…

[Multiplayer] O PvP online não requer energia, então se torna uma ótima alternativa para quando ela acaba. Lá é possível jogar 1×1 contra outros jogadores (apesar deles serem controlados pela IA) e participar de eventos 3×3 para conseguir prêmios especiais, como personagens de Rank alto e muitos Arena Points.

[F2P] Existem diversos recursos no game, como poções, revives, energia extra, dinheiro, ISOs (para upar os personagens), e mesmo que todos possam ser comprados com dinheiro real, é relativamente tranquilo adquirir com moeda in-game. Até os personagens, principalmente de Ranks 1 e 2, podem ser adquiridos facilmente, já que o game lhe dá um cristal de campeão por dia para abrir.

marvel2

 Pontos Negativos:

[Um pouco P2W] Se você quiser tirar o máximo do jogo, no entanto, vai precisar colocar Units na conta. A porcentagem de conseguir dois personagens de nível quatro (o maior) sem gastar dinheiro é praticamente zero, e algumas fases especiais e no final da história precisam da força deles. Algumas arenas especiais também consomem Units, e, mesmo que sejam opcionais, seus prêmios costumam ser bem melhores do que os de arenas padrão.

[Desbalanceado] Durante o primeiro Ato tudo parece lindo: dá para fechar todas as fases sem muitos problemas e só no final as poções começam a ser usada. Entretanto, a transição para o Ato 2 é brutal, com praticamente todos os inimigos no Rank 3 e com 400 de força , contra os vários nível 2 e 280 de força do jogador. Haja grind.

[Repetitivo] As lutas em Contest of Champions têm apenas quatro comandos: defesa e ataque forte, médio e fraco. Todas elas são praticamente iguais, num estilo Injustice, e não há nenhum mini-game que mude um pouco a jogabilidade para tornar menos repetitiva, então é preciso um pouco de moderação para não cansar rápido.

 

About Luigi Olivieri

Membro fundador dessa página maravilhosa que chamamos de PlayerTwo.com.br. Mestre pokémon, fã de rogue-likes e tuiteiro de plantão.