Quick Look – Minecraft (PC)

Dias passam, polvos morrem, presidentes são eleitos, mas não nos esquecemos do nosso querido blog e de nossos queridos leitores. Por isso, está chegando das profundezas do PlayerTwo mais um Quick Look, dessa vez renovado e pronto para qualquer coisa. Como vocês sabem, aqui mostramos pontos positivos e negativos de um jogo de modo simples e rápido, para que todos resolvam suas duvidas sobre ele e decidam entre comprá-lo ou não.

E quem reestreia essa coluna é Minecraft, um indie game produzido pela Mojang Specifications que conquistou milhares de jogadores por causa de sua jogabilidade, onde você é lançado num mundo e pode fazer o que quiser, desde construir castelos e explorar minas até caçar monstros no que podemos chamar de inferno. Apesar de ainda não estar nem em Beta Phase, ele já tem muito conteúdo e está disponível para compra, custando apenas 10 euros. Quer saber mais?  Leia a matéria completa depois do break.

++ Pontos Positivos:

[Liberdade] Como eu comentei na introdução, dá pra fazer de tudo em Minecraft, e isso é extremamente bom. Um dia eu posso estar com vontade de criar um castelo, então pego um pouco de pedra e vou lá construir meu edifício, assim como dá para eu sair correndo/nadando pelo mundo até achar uma paisagem que me agrade para começar uma vida nova, tudo depende do seu ânimo no momento.

[Multiplayer] Com certeza o melhor do game. Apesar dos diversos bugs e da inexistência de monstros, explorar cavernas, fazer palácios e até mesmo só ficar andando por ai jogando lava em tudo que se vê pela frente com vários amigos é muito divertido. Uma sugestão é ligar o Skype e ficar conversando enquanto rola o multiplayer, muito mais fácil do que usar o chat em texto do servidor.

[Criatividade] Na verdade esse tópico é um aprofundamento do primeiro, pois falam mais ou menos do mesmo assunto. Ter tanta liberdade faz com que nós pensemos em construir de tudo, e o pessoal faz de tudo mesmo. Em uma pequena busca pelo youtube você verá impérios, cidades, o planeta Terra, um cara que botou fogo sem querer na recém construída casa de madeira e pessoas que fizeram computadores in-game que funcionam de verdade. Dá-lhe tempo.

[Som] Os efeitos sonoros de Minecraft podem não ser lá essas coisas, com apenas algumas músicas em piano que tocam esporadicamente e de vez em quando uma vaca mugindo, mas coloque seu fone de ouvido e em um volume rasoavelmente alto que essa percepção muda na próxima vez que o piano começar a tocar. Você estará tão dentro do jogo que quando a música começar a primeira reação é olhar para os lados para ver da onde está vindo, até perceber que vem do jogo e rir durante alguns segundos.

Pontos Negativos:

[Gráficos] Muito da graça de Minecraft é efeito do jeito simples com que ele conquista o jogador, mas se dessem uma embelezada no game ele ia ficar muito mais atraente. E não digo isso do nada, na verdade alguns fãs já fizeram packs de skins (o que até fez o Notch, o criador do jogo, adicionar uma opção de seleção de skins), mas se a produtora preparasse um pack de skins opcional ao básico ia ser ótimo.

[Bugs] Podem dizer o que quiserem, que ele ainda não entrou nem em Beta, que ele é indie etc, mas bugs não são legais em nenhum jogo. O modo online, principalmente, é muito mal trabalhado, sendo que não dá para matar animais e não existem inimigos. As portas no multiplayer são extremamente problemática e alguns blocos custam para ser destruídos. Podiam investir um pouco nisso, não?

[Repetição] Outro grande problema do modo online é o replay. O mero fato de não existir monstros já leva o replay pro teto. Enquanto que no single player as fortalezas servem para proteger dos bichos e você escava para pegar material para contrui-las e melhorá-las, fazer qualquer coisa no multiplayer não tem sentido, uma vez que não vai servir para nada. Jogue enquanto seus amigos estão online e logo depois saia, se não se cansará rápido.

[Vício] Fique preparado: ao começar a jogar Minecraft você perderá sua vida. Só imagine quanto tempo o cara demorou para criar um computador no game, ele deve ter ficado semanas e semanas com a cara no jogo para fazer isso. E mesmo que você diga que não vai fazer uma coisa dessas, você irá viciar, é inevitável. Pelo menos pare para comer, dormir e ir ao banheiro, isso não é WoW.

About Luigi Olivieri

Membro fundador dessa página maravilhosa que chamamos de PlayerTwo.com.br. Mestre pokémon, fã de rogue-likes e tuiteiro de plantão (@luigilol).