Saldo da geração PS3/X360/Wii

assassins creed 3

Enquanto Playstation 4 e Xbox One causam alvoroço no universo da tecnologia e almejam tornar-se verdadeiros centros multimídia ao redor dos quais girará o entretenimento de milhares de famílias, os antecessores entram para a história dos videogames como os mais novos consoles antigos. Afinal de contas, qual é o balanço da 7ª geração?

Playstation 3 e Xbox 360 ostentam um dos maiores saltos gráficos de todos os tempos, evoluindo de modelagens tridimensionais toscas para um realismo impressionante, algo equivalente à passagem do 2D para o 3D na transição entre Super Nintendo e Nintendo 64. O salto na nova geração, no entanto, não surpreende tanto, e a tendência é que os gráficos se tornem tão próximos da realidade que não haverá mais evoluções significativas.

Nos longínquos idos de 2006, o jovem Wii prometeu revolucionar a forma de se jogar videogame e, de fato, cumpriu. Mesmo sem o apoio incondicional das third parties e atolado no preconceito dos jogadores mais hardcore, o console branco da Nintendo proporcionou momentos memoráveis aos que abriram a mente para as novidades.

Outro mérito da geração que passou foi fazer com que as jogatinas online deixassem de ser exclusividade dos PCs e de alguns títulos específicos, abrindo caminho para uma onda de inovações. Jogar com pessoas de qualquer parte do globo, comprar games sem sair do sofá, baixar aplicativos úteis, atualizar o sistema do console… tudo isso tornou-se comum para os jogadores de hoje em dia, mas foram mudanças fundamentais para as atuais pretensões de PS4 e Xbone.

Ao olhar para trás, os últimos anos foram repletos de jogos incríveis de novas franquias e clássicos. Red Dead Redemption, Super Mario Galaxy, Assassin’s Creed, GTA IV e V, Portal, Zelda Skyward Sword, No More Heroes, entre muitos outros. Agora, só nos resta esperar para que a nova geração seja tão boa quanto a que acabou. Que venham Wii U, Playstation 4 e Xbox One!