Support em dez passos #2: Champions

Fala galera, Fokinha aqui de novo continuando meu guia sobre a role support do jogo League of Legends. Na semana passada, falei sobre o que um jogador deve fazer quando estiver na role support porém não falamos de sua principal ferramenta: os champions. Muitos não sabem o motivo de certos champions não serem viáveis como supports, outros não sabem porque determinados champions são tão populares e esse vai ser o objeto de estudo desse post. Por fim, irei falar sobre os tipos de supports existentes e suas características.

Quais características fazem um champion viável como support?

Independência de itens.

Uma das regras do metagame atual é que os supports devem ceder todo o farm e kills para seus aliados, fazendo com que champions independentes de gold se adaptem melhor nessa posição. Champions úteis mesmo sem itens são os que tem habilidades para auxiliar seu time sem necessariamente causar dano. Essa característica é chamada de utility e pode ser dividida em quatro categorias:

  • Disables: habilidades que reduzem a capacidade de ataque/movimentação de um inimigo.
  • Buffs: habilidades que aumentam alguns atributos de aliados por um determinado espaço de tempo.
  • Debuffs: habilidades que diminuem alguns atributos de inimigos por um determinado espaço de tempo.
  • Sustain: habilidades que mantém seus aliados vivos por mais tempo.

Quais características fazem um champion ser um top pick como support?

Presença na lane

Champions com capacidade de dano no early game ou grande quantidade de disables podem se impor e dominar a lane mais facilmente. Mesmo com as mudanças que a Riot fez com o objetivo de diminuir o efeito de snowball, ter vantagem desde o começo do jogo aumenta consideravelmente suas chances de vitória.

Controle do ritmo de jogo

Champions com habilidades que permitem abrir fights ou mesmo interrompê-las quando seus inimigos as iniciam são muito valorizados no metagame atual. Hoje em dia os jogadores são muito mais experientes e sabem quais são as situações ideais para lutar, dessa forma supports que têm essa característica são pickados mais constantemente.

Depois de entender o que faz um support viável e o que os faz mais populares no metagame atual, o próximo passo é agrupar os supports em função de suas características, o que irá facilitar na hora de fazer combinações ou counterar champions. Se dois champions têm características semelhantes, eles irão ter o mesmo nível de eficiência quando estiverem junto de determinado AD Carry ou contra algum support em específico.

Tank supports

A característica desses champions é a ausência de range em seus auto-attacks (com exceção do Thresh), a grande quantidade de disables no seu kit de skills e atributos e habilidades que os tornam naturalmente resistentes. O ponto forte desses champions é a facilidade de iniciar fights e atrapalhar os carries inimigos enquanto sua fraqueza é a dependência de skillshots para serem efetivos.

Mage supports

Muitas vezes esses champions já foram usados como midlaners porém as mudanças que a Riot fez os tornaram mais viáveis como supports. O kit de skills desses champions normalmente é um mix de disables e habilidades com dano base e ratios altos, permitindo que o jogador possa ter dano durante o jogo todo se esse for seu objetivo. A fraqueza desses supports está na sua baixa utilidade, o que faz com que eles dependam de uma boa lane phase para serem efetivos enquanto sua vantagem é a flexibilidade de builds e comportamentos: um mage support pode agir como um protetor ou um AP Carry, fazer itens de utilidade ou de dano e eles serão úteis mesmo assim.

Utility supports

Os champions dessa categoria são os supports “clássicos”, seu design praticamente inteiro foi feito em função dessa role, seu kit como um todo tem habilidades de utility e, em alguns casos, uma habilidade de dano. No geral, esses supports têm a pior lane phase do jogo porém compensam sendo fortes mesmo com uma lane phase ruim. O ponto alto desses champions é a capacidade de proteção de seus carries.