The King of Fighters – A História do Rei dos Lutadores #1

 koftopo

Quem vivenciou a era dos fliperamas, deve ter jogado muito pelo menos um jogo da franquia The King of Fighters. Mas como iniciou a história do jogo e como ele ficou tão famoso e conhecido?

Tudo teve início na década de 80, quando a SNK começava a crescer com jogos como Ikari Warrios e Psycho Soldiers e na década seguinte com Fatal Fury e Art of Fighting, tomando seu lugar como uma das principais desenvolvedoras de jogos de luta do mercado. Mas foi em 1994 com a união dessas 04 franquias que KOF surgiu, apesar da ideia de união de jogos em um só não ser inédita, nenhuma até então tinha sido tão bem feita tanto no sistema de jogo quanto na história. No game você não escolhia apenas um personagem, mas sim um trio, novidade na época, e após vencer um round o personagem recuperava a vida e enfrentava o lutador seguinte, até um dos jogadores vencer os três do oponente. Outra mecânica inovadora acrescentada foi a de esquiva: nos outros jogos de luta você podia apenas pular ou se defender dos ataques dos inimigos, já com a esquiva, eram abertas novas possibilidades de jogadas e formas de evitar um ataque.

Engana-se quem pensa que foi somente isso que popularizou o game. Além do excelente sistema de jogabilidade, a coleção de personagens consagrados era um show a parte. Os 08 times nomeados de acordo com o país em que lutavam eram: Itália (Time Fatal Fury); México (Time Art of Fighting); Inglaterra (Time das garotas); Coréia (Time Kim); China (Psycho Soldiers); Brasil (Ikari Warriors); Estados Unidos (Time dos Esportes Americanos), criado especialmente em comemoração aos jogos de esportes recém lançados pela SNK; E por fim, o Japão (Time dos Heróis) com os personagens totalmente novos Kyo Kusanagi, Benimaru Nikaido e Goro Daimon. Este último em especial iniciou uma tendência copiada pelos demais jogos de luta, de heróis mais humanizados e emotivos, em vez dos “mocinhos certinhos”, fortões e regados a testosterona.

A intenção inicial de KOF94 era promover um dream match entre os personagens de Fatal Fury e Art of Fighting, por isso a história do jogo não foi tão a fundo, começando após os eventos de Fatal Fury Special onde um novo torneio foi aberto, este chamado King of Fighters. O novo torneio organizado por Rugal, um traficante de armas e ex-sócio de Geese (vilão de Fatal Fury), tinha a intenção de reunir os maiores lutadores do mundo para ver quem eram os melhores e adicioná-los a sua coleção de estátuas. Para muitos Rugal é considerado o melhor vilão de KOF e após sua derrota, a base do vilão explode e ele é dado como morto.

kof1

Apesar da história simples, o game fez tanto sucesso que passou a ganhar versões anuais, e logo na seguinte a história começa a tomar forma. Em KOF95 foi introduzida a possibilidade de editar os times, coisa que não era possível no anterior, além de polimentos nos gráficos e jogabilidade. As mudanças principais foram: o enredo do jogo melhor trabalhado e a substituição do trio USA pelo time dos Rivais, que contava com Iori Yagami, Billy Kane e Eiji Kisaragi. Neste KOF descobrimos que Rugal ainda está vivo e mais poderoso depois de despertar um misterioso poder, mas este poder se mostrou demais para ele controlar, o qual acabou se autodestruindo e morrendo de vez. Iori Yagami diz que somente quem é de uma linhagem sanguínea específica é capaz de controlar aquele poder, dando início a saga Orochi, história explicada somente no game posterior.

KOF 96 apresentou algumas mudanças em sua jogabilidade, desde a troca da esquiva por um rolamento tornando mais dinâmica as lutas a balanceamento nos personagens como diminuição do alcance das magias, tornando o jogo menos “apelativo” (sabe aquele seu amigo que só fica no canto da tela soltando magias?). Fora isso, a história do novo game enriquece e entendemos a linhagem sanguínea que Iori tinha dito. Pela primeira vez o torneio não fazia parte do submundo, recebendo grande patrocínio e sendo acompanhado pelo público, mas isso não era por acaso, Chizuru Kagura tinha muito interesse nos lutadores, o que a levou a incentivar o torneio. Com o aparecimento de Chizuru descobrimos quem realmente é Orochi e o interesse por de trás das lutas. Orochi era um ser divino que queria aniquilar a humanidade para começar uma nova sociedade e para isso contava com a ajuda de 08 guerreiros poderosos chamados Hakeshus. Nesta mesma época 03 famílias se levantaram contra Orochi e o selaram e partir de então passaram a ser chamados de 03 tesouros sagrados.

Em seguida um dos Hakeshus descobriu um atrito entre duas dessas famílias, Yagami e Kusanagi, e para tirar proveito disso assassinou a esposa do líder dos Yagami e incriminou os Kusanagi. Em busca de vingança os Yagami fizeram um pacto de sangue com Orochi para aniquilar todos os Kusanagi, mas esse poder trouxe junto uma maldição: todos os Yagamis sofreriam uma morte prematura e este destino caberia também a Iori (último de sua linhagem). Enquanto os Yagami e Kusanagi lutavam a tarefa de guardar o selo do Orochi foi incumbida à família Yato.

Anos antes do torneio de KOF96 um Hakeshu chamado Goenitz assassinou a irmã de Chizuru (descendentes da família Yato) e consegui quebrar o selo de Orochi faltando apenas encontrar um hospedeiro para a divindade: Rugal. Em 1996 Chizuru criou o KOF96 no propósito de unir novamente os três tesouros sagrados (Chizuru, Kyo, Iori) para restaurar o selo quebrado antes que um hospedeiro seja encontrado. Ao final do torneio, Goenitz aparece para tentar derrotar os heróis e restaurar o selo porém falhou e foi derrotado. Acabando o torneio, Chizuru tenta unir Iori e Kyo, porém a rivalidade dos dois fala mais alto e recusam a ajudar e ambos vão embora, prometendo que um dia terão sua disputa final.

kof2

Enfim chegou KOF97, considerado por muitos o ápice da franquia The King of Fighters. Nele temos a conclusão da saga Orochi e mais algumas mudanças no sistema do jogo como a escolha de dois tipos diferentes de barra de especial, magias e ataques de alguns personagens e a troca de personagens e times, destaque especial para o novo time New Faces com Chris, Shermie e Yashiro, com um comportamento um tanto estranho. Ao final do torneio é revelado o real motivo da participação deles, os três na verdade são Hakeshus e tinham a missão de finalmente despertar Orochi. Chizuru, Kyo e Iori se juntam novamente e conseguem vencer o trio de Hakeshus, mas não impedem que Orochi desperte. Depois de mais uma luta eles vencem a divindade, que libera o poder maligno dentro de Iori e o ordena que mate Kyo e Chizuru. Porém Iori consegue se controlar e acaba atacando Orochi com a ajuda de Kyo, e juntos conseguem selar a divindade novamente, mas acabam desaparecendo no choque de poder, encerrando KOF97 e a saga Orochi.

Após o final de KOF97, várias perguntas ficaram no ar, como o que aconteceu com Kyo e Iori após a explosão. Esta pergunta e muitas outras foram respondidas somente no KOF99, história que iremos contar somente no próximo post da série. Enquanto ele não chega, deixe nos comentários qual game da série você já jogou e qual mais curtiu.

  • karine

    Particularmente acho que a saga Oroxi não termina em 97 em minha opinião eles só deram outros nomes pra saga não ficar massante e mexer com o raciocineo dos(as ) jogadores quem segue a franquia KOF sabe que em verções posteriores surgem outras forças cosmicas e divinas que fazem ligaão com a tematica Oroxi

  • Pingback: The King of Fighters – A História do Rei dos Lutadores #3 - PLAYER TWO()

  • Pingback: The King of Fighters – A História do Rei dos Lutadores #2 - PLAYER TWO()

  • Dave Santos

    Sensacional esse post!!!
    A saga Orochi tinha que virar longa-metragem!

    Porque aquela animação quebrada lá é muito xumbrega.

  • Adrieli Nisa Benthon

    adorei hein ^^

  • Rafael Nascimento

    A evolução começou na 95, se aperfeiçoou na 97, melhorada ainda mais na 98 e chegando ao ápice na 2002!

  • Igor Castro

    Poderia ser feito um anime contando a história de KOF do 94 ao 97, seria épico.

    • karine

      Mais existe só não é facil de ser encontrado pos o anime não vingou np japão

  • Johonson Santos

    os melhores KOF 98um,2002um,97 espero q a franquia continue com o modo 2d

  • Guilherme Amoled

    Já joguei todos, eu adorava e estou ansioso para o novo em 3D, mas quem não ficava feliz era minha mãe, pois eu a atormentava muito para comprar fichas do fliperama, foi uma época muito boa. //saudades. Os meu preferidos são: KOF 98, 2000, 2002

    • luigiol

      Cara, pega o KOF XIII (tem no steam) que você não vai se arrepender. É muito bom!