Por que você gosta de matar zumbis?

uncanny

Pode parecer estranho, mas isso é uma pergunta um tanto que impertinente, do ponto de vista de um gamer, de um cinéfilo, ou até mesmo de um profissional da área de robótica. Você já reparou que temos muito mais aversão a androides  seres que lembram muito os humanos, do que, talvez, uma máquina retrofuturista sem piedade louca para te destruir? Talvez ache seu design muito legal e gostaria de ter um só para você, mas um androide não, androides transmitem uma sensação estranha, até parecem possuir vida e segredos próprios e talvez possam tomar o lugar das pessoas ou se voltarem contra elas.

Em 1970, Masahiro Mori, professor de robótica pioneiro no estudo das emoções humanas para com entidades não-humanas, desenvolveu uma teoria chamada Bukimi no Tani Genshō, em inglês Uncanny Valley, ou Vale Estranho, que seria, basicamente, este sentimento de repulsa por seres que se assemelham, mas não chegam a serem humanos, tais como os já citados zumbis e androides e até mesmo manequins, bonecas e é claro, personagens de games.

De fato é um assunto curioso, e estranho ao mesmo tempo, temos que levar em consideração que quanto mais esses seres se desenvolvem e tentam se parecer com a figura humana, mais nós gostamos deles, cada vez mais nós conseguimos aceitá-los; no entanto, quando eles começam realmente a atingir sua meta, imitar os humanos, ocorre uma diminuição brusca na aceitação, e passamos a ver eles como algo semelhante a nós, mas ao mesmo tempo estranho, culminando na sua abominação.

Como você pode conferir no gráfico a seguir, o termo “vale” provêm dessa grande decadência encontrada no final dele, onde a aceitação está no auge e depois cai, antes de subir novamente e enfim representar um ser humano normal.

uncanny-valley

 

Não se sabe ao certo porque isto ocorre, porém especulações sugerem que desde que as pessoas considerem os seres do vale como semelhantes, as diferenças que os separam seriam como doenças. Sim, seria como se os fatores que nos diferenciam de nossos amigos “quase humanos” fossem defeitos, que representassem doenças, e que nós os abominaríamos por puro instinto de sobrevivência, já que doenças podem ser contagiosas e obviamente prejudiciais.

O Uncanny Valley é de certa forma um problema, um incômodo, então, seria possível atravessar esse vale? Hoje em dia, a tecnologia está se desenvolvendo de tal forma, que essa façanha já é praticamente possível. A Activision Blizzard demonstrou isso esse ano na Game Developers Conference. É claro que pode-se notar alguns defeitos, mas mesmo assim impressiona, e prova que estamos chegando a um novo nível de realismo!

E você? Possui essa aversão à seres quase humanos? Acredita que podemos contorná-la? Ou conhece algum jogo onde isso já está sendo feito? Deixe-nos saber sua opinião, comente!

  • luigiol

    Bem interessante o texto, nunca tinha ouvido disso ai!