Vale a pena comprar um PS4 ou Xbox One?

xone ps4

 

Sempre que um novo aparelho é lançado, muitas pessoas correm para adquirir a novidade – que muitas vezes nem é tão novidade assim – e filas quilométricas se formam na porta das grandes lojas de eletrônicos. A chegada desses novos produtos ao mercado sempre é motivo de comoção entre os entusiastas de tecnologia, e esse panorama não é diferente nos videogames. Mas será que realmente vale a pena comprar um PS4 ou Xbox One agora?

Levar um console recém-lançado para casa costuma ser um grande problema, pois o consumidor torna-se um verdadeiro testa de ferro. Ele enfrentará qualquer tipo de problema que possa haver tanto no hardware quanto no software, e esse tipo de obstáculo não costuma ser raro. Ambos os videogames da nova geração já apresentaram alguns defeitos de fábrica, prejudicando os compradores mais apressadinhos e menos sortudos. As empresas tentam amenizar a situação com brindes e recalls, mas isso não deixa de ser um grande transtorno que poderia ser evitado com a simples virtude da paciência.

O preço é outro empecilho bem importante nessa leva de consoles. O brinquedinho da Sony custa quase 4 mil reais enquanto o concorrente da Microsoft não sai por menos de R$2300,00. É claro que em alguns lugares, digamos, especiais, como o centro de São Paulo, é possível encontrar esses produtos por valores bem abaixo do preço oficial. Mas ainda assim são videogames caros e distantes da realidade brasileira. É bem provável que até o final do ano que vem, eles estejam menos salgados e mais palatáveis para seu bolso.

Esse aspecto financeiro torna-se uma pedra no sapato ainda maior quando se vê que Playstation 3 e Xbox 360, com uma biblioteca de jogos muito vasta e gráficos ainda atuais, possuem preços cada vez mais atraentes, chegando a custar menos de 25% do valor de um console novo. Sem falar que o salto gráfico da nova geração não foi nada surpreendente e os exclusivos ainda são raros e pouco empolgantes.

Muitos dos recursos legais de PS4 e Xbone ainda não estão disponíveis e a experiência do usuário está longe de ser completa atualmente. Em um futuro próximo, várias funções serão habilitadas e será mais vantajoso adquirir o console a partir daí. Outro ponto importante é que praticamente ninguém possui os videogames da nova geração. Seria inteligente observar a tendência de ambos e perceber qual é realmente melhor, e qual terá mais compradores. Afinal, com jogos cada vez mais caros, é necessário ter com quem trocar usados, e com tantos atrativos online, seria uma pena ser o único do seu círculo de amigos a comprar o console diferente.

2014 está logo ali – parece que foi ontem que nós fazíamos piadinhas sobre o fim do mundo em 2012, não? – e a nova geração promete durar muitos anos segundo os desenvolvedores. Confie no ditado que afirma que a pressa é inimiga da perfeição e, por enquanto, segure sua ânsia para ter o PS4 ou o Xbox One.