Essa visão dos youtubers gamers está muito errada

youtube minecraft

[Atualização: Hoje de manhã mudaram os tipos de ingresso, tendo agora o Pista por 50 reais a meia e que dá direito a entrar no evento, e o Gold, que passa a custar 100 reais a meia e dá acesso ao meet and greet (tirar foto e pedir autógrafo). O ingresso Platinum de 600 reais desapareceu misteriosamente, então tratem de levar algo para comer no dia!]

Até algumas horas atrás os chamados “youtubers gamers” eram território neutro para mim: não gostava deles bloqueando os corredores da BGS com seus fãs e não via o motivo de todos fazerem seus vídeos mais ou menos igual, mas achava bacana eles conseguirem atingir com suas palavras milhares e milhares de pessoas, um público maior do que esse blog terá em toda sua vida. Essa opinião tendia a se manter a mesma até a Brasil Game Show desse ano, quando eu finalmente ia ficar cheio de não conseguir transitar pelo evento e declararia meu repúdio a eles, mas ele teve que ser adiantado alguns meses.

Entre um tuíte sobre The Last Guardian aparecer na E3 e outro sobre Plants vs. Zombies 2 ser exclusivo para iOS, eis que surge a grande pérola do dia, talvez até do mês. Algum gênio do marketing resolveu reunir três dos mais queridos do meio, Monark, Venon Extreme e Leon, em um teatro em Campinas para uma reunião com 500 fãs, com direito a “interagir pessoalmente com os artistas”, pegar autógrafos e tirar fotos, a um preço mínimo de 1oo reais a meia-entrada ou 200 a inteira.

Pagando esse valor, o comprador conseguirá entrar no evento e tirar uma foto com os caras. O segundo tipo de ingresso, o Gold, dá os lugares mais à frente do teatro, a foto e uma camiseta oficial do acontecimento por 300 reais a inteira, enquanto o simpático ingresso Platinum, a 600 reais a inteira, dá acesso à primeira fila do teatro, aos bastidores para os fãs tietarem os youtubers e a um lanche junto com eles.

Esse evento é tão ultrajante que fica até difícil saber onde começar a criticar. Se um chão de 100 reais para ver três pessoas falando ao vivo, tirar uma foto e pegar autógrafo já é um valor bizarro, 600 reais, ou 300 para estudantes, para fazer as mesmas coisas mais de perto e tomar um kissuco é surreal. A razão para o valor elevado é que o custo de botar 3 pessoas sentadas para conversar em um palco e depois dar comida a eles é muito alto, algo em torno de um show do Bon Jovi ou dois dias de Lollapalooza. Indo um pouco menos longe, um stand up do Sérgio Mallandro (sim, estou usando o Sérgio Mallandro como parâmetro de comparação em um post) não chega a R$100,00.

O que me deixa mais indignado não é nem o preço abusivo, e sim saber que Monark, Leon e Venom Extreme levaram para frente um evento que extorque tanto as pessoas que fazem sua fama. Me perdoem se vocês não quiserem se envolver nessa, mas o pessoal do Games on the Rocks e do Amigos do Fórum são os mais fáceis de se comparar com o caso todo: eles nunca pediram nada mais que uma dose de tequila para jantar e beber com os ouvintes, que aparecem as dezenas nos encontros.

É bem triste ver que tem gente fazendo fama na internet, não aproveitando isso do jeito que se é esperado e provavelmente dando continuidade, já que no site encontra-se a frase “A primeira edição do evento”. Uma dica para o futuro é: os fãs não tem idade para bar? O Parque do Ibirapuera está aberto todos os dias.

About Luigi Olivieri

Membro fundador dessa página maravilhosa que chamamos de PlayerTwo.com.br. Mestre pokémon, fã de rogue-likes e tuiteiro de plantão.

  • Cometi tantos erros de portugues que pqp… Mas**, autografo*** e virgulas faltantes em todo canto…

  • Eu penso aqui que ok eles cobrarem um valor alto pq a grande maioria vai pagar meia anyway… mas entenda-se por valor alto uns 60 ~ 70.
    Não querendo comparar mais Tallarico cobra 100 conto por uma ORQUESTRA de duas horas e ainda ficou pro meet & greet no final (pelo menos no primeiro ano).
    Em segundo lugar, tirei foto, peguei altografo e fiquei bons 15 minutos trocando ideia com o Neil Gaiman em Paraty na Flip, e o preço pra palestra dele foi uns 60 conto…. E isso pra palastra, pq autografo e conversas off topic era de graça pra qualquer pessoa que estivesse por perto.
    Mas enfim né…

  • iltonjr

    Sabe qual a pior parte? O Monark VIVE aqui na minha cidade, Sorocaba. Ele sempre é staff do evento chamado "Anime Arts", maior evento de anime do interior de SP. Tem sempre uma pessoa ou outra que vai falar com ele, mas a maioria nem liga tanto assim. Os staffs mais antigos mesmo (na qual tenho boa amizade) não o suportam, ele sempre quer aparecer.

    Ou seja, vocês estão me dizendo que vão cobrar 100 reais pra ver um cara que posso ver na esquina de casa e mais dois amigos tão importantes quanto ele? Tão de sacanagem comigo, não?

    • Erik Carlos

      Só pra constar, não é o Monark que fazia aprte do Staff do Anime Arts, e sim o Gaybol.. O.o

  • Lamentável

  • Chaccall

    Olha , sendo bem sincero e imparcial (até porque nem conheço esses caras) , acho que é direito deles realizarem um evento e cobrarem.Se eles se acham celebridades também é um direito. E se estão fazendo evento e cobrando é porque provavelmente eles têm a expectativa de retorno.A minha crítica é quanto ao absurdo de cobrarem valores irreais por pura ganância e oportunismo.Espero que essa onda de críticas tragam eles de volta pra terra.

    • luigiol

      Sim, o que pesa mesmo é eles cobrarem isso. Se fosse uns 20 ou 30 reais era ok, mas de 100 a 600 é complicado.

  • Nem o MRG ou o Jovem Nerd tem a cara de pau de fazer uma coisa dessas. Provavelmente nem o Freddie Wong, nem o pessoal da NODE, nem o PewDiePie, fazem uma parada escrota dessas. Que triste.

    Mas, mais triste que esses caras fazerem, é perceber que, se eles fazem, é pq tem imbecil pra pagar. Nada supera isso.

    Estou deprimido, vou deitar. Abs.