Switch chegará às lojas brasileiras em 18 de setembro por R$2999

Nintendo confirma a chegada do Switch ao Brasil.

Após o anúncio da Big N a respeito de sua volta para o Brasil, ela acaba de anunciar que o Switch, em sua versão mais atual com bateria de maior duração, chegará ainda esse mês nas terras tupiniquins e que tem preço sugerido de R$2999,00. Inicialmente, as lojas parceiras serão a Magazine Luiza, Americanas e Submarino. Além do console, também foi informado que os Joy-Con e o Pro Controller também terão preços ajustados para nós: R$499,00 e R$469,00, respectivamente.

O preço pode assustar em um primeiro momento, mas se pararmos para analisar a situação do mercado atualmente, é compreensível – e até mais barato que o praticado hoje. No mercado cinza, por exemplo, os preços praticados variam entre R$3500,00 e R$4000,00. Os controles também sofrem: ambos podem ser encontrados no Mercado Livre por entre absurdos R$700 e R$1000.

Agora com a chegada oficial do Switch, é possível que o mercado ajuste os preços praticados, principalmente porque será possível adquirir produtos com notas fiscais e com acesso a garantia da Nintendo, que já prometeu uma nova autorizada para manutenção de seus produtos aqui no Brasil também esse mês. Isso reafirma que a empresa realmente quer chegar com tudo nos conformes.

Além disso, algumas coisas podem chamar a atenção, começando – e voltando – ao preço. Custando atualmente $300,00 no exterior, a conversão direta resulta em aproximados R$1800,00. Obviamente não é o custo final para trazer o produto para cá, mas parece que o dólar no Brasil custa R$10,00 para as empresas que vendem seus produtos aqui, coisa que é praticada também pela Apple, por exemplo.

De toda forma, um passo importante foi dado. Somente resta aguardar que a dona Nintendo adote algumas medidas como suas concorrentes para diminuir os gastos de seus produtos aqui, como importar as peças e montar aqui no país, coisa que a Sony faz com o PS4, fazendo com que seu preço seja R$2400,00 e ainda venha com um jogo.

Mas enquanto esse dia não chega, só nos resta juntar as moedinhas e torcer para que a Nintendo também pense na localização de seus jogos, uma vez que nada fora falado sobre isso até o momento.

About Kaio Rodrigues

Indie Gamer, Monster Hunter e aspirante a desenvolvedor web. Após o cataclisma que apagou o antigo portal P2 da rede, quase desvirtuei do caminho de escritor virtual. Mas a vida é uma caixinha de surpresas, e cá estamos outra vez, no maior portal de notícias sobre games do mundo (carece fontes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *